Abertura do ciclo de eventos “Chá e Conversa” teve roda de conversa sobre “Cozinha e Feminismo”

Na última quarta-feira, 19 de abril, tivemos a alegria de inaugurar nosso ciclo de eventos “Chá e Conversa”, que aconteceu no laboratório Memória dos Paladares, na UFABC Campus Santo André.

O tema do evento de abertura foi “Cozinha e Feminismo”, que deu margem para um debate acalorado sobre quais são considerados os papéis da mulher na cozinha – doméstica e profissional – e na sociedade como um todo. Tudo isso regado a uma seleção de chás aromáticos e  acompanhados de deliciosos biscoitinhos veganos, preparados pela nossa equipe.

Para começar a roda de conversa, tivemos a colaboração das integrantes do programa Batuclagem, que apresentaram a cena teatral “Lugar de mulher é onde ela quiser” , que envolveu a temática do machismo na cozinha. O intuito foi dar aos participantes, de forma didática, um gatilho para o tema a ser tratado na roda.

Tivemos também a colaboração de Priscila Cantarin, nutricionista com pós-graduação sobre a relação da mulher, cozinha, alimentação e feminismo, e de Lorena Forato, representante do Coletivo Feminista Cláudia Maria, da UFABC.

Ao pensarmos o tema, vemos que, embora seja dito que “lugar de mulher é na cozinha”, na cozinha profissional a mulher sofre muita opressão e machismo. O estigma recai sobre as tarefas domésticas, que ainda são vistas como “obrigação” feminina. Os participantes contribuíram muito com o debate, trazendo à tona outros temas relacionados, como o papel do homem como colaborador do feminismo, os estereótipos de gênero e suas implicações práticas, a visão do feminismo negro, entre outros.

A conclusão que tiramos de todo esse debate é que o lugar da mulher pode ser na cozinha, mas não como obrigação: seu lugar é onde quiser, como foi proposto pelo grupo do Batuclagem em sua cena no início do evento.


Links para as notícias que colaboraram com o início da discussão: 

“Temer reduz papel da mulher à casa e é alvo de protestos nas redes sociais”: http://brasil.elpais.com/brasil/2017/03/08/politica/1489008097_657541.html

“A cozinha é machista”: http://www1.folha.uol.com.br/comida/2015/08/1672118-a-cozinha-e-machista-diz-melhor-chef-mulher-da-america-latina.shtml

“Cozinheiras falam sobre machismo na profissão”: https://www.vice.com/pt_br/article/machismo-cozinha-brasileira

DSC05690

18010259_1331912306884881_4303788960031255667_n

18118525_1331912166884895_6297763572539018164_n

Fonte: Acervo Memória dos Paladares

13332768_10206565193024901_1771059930874361677_n

Ingra Lopes Maia é arte-educadora do programa Memória dos Paladares da UFABC. Estudante de graduação do Bacharelado de Ciências e Humanidades.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s